Sábado, 25 de Abril de 2009

pronunciar [abril]

reprimo as minhas palavras... sem permitir que ninguém as cale... sempre que me silenciam escondo as palavras no avesso das minhas reticências...

 

 

 
E neste sábado que é Abril… celebro as palavras. As que sei, na minoria de um léxico admirável que a língua tem. As que sonho, na grandiosidade de as ter sentido. As que sonhei, mas que não tive, no assíduo mistério de não entender a causa…
 
Hoje, que é Abril… exalto as palavras livres. Palavras com a barriga atulhada de espontaneidade e muita verdade. Palavras coloridas com verde na esperança e azul no mar… Palavras que rebolam na areia sem medo das poças de água estagnada e do lixo acumulado…
 
Em Abril, grito as palavras do açaimado poeta…
 
- Posso falar?
- Não!
 
… para que nunca mais a resposta se faça numa frase imperativa, tão negativa… e para que me seja permitido pronunciar Abril…

 

 

 

[fotografia de António Manuel Pinto da Silva]

 


8 comentários:
De GMV a 25 de Abril de 2009 às 01:40
Numa altura em que, cada vez mais, a liberdade perde a cor... [agrilhoada numa ditadura disfarçada de rosa-democracia], celebro as tuas palavras, livres, pois então... e já agora, celebro também o dia dos meus pais, que fazem anos dessa prisão desejada, que se chama casamento.

[desculpa lá o comentário... :)]

Beijo meu, querida Paola


De Paola a 25 de Abril de 2009 às 15:43
Que os teus pais perdurem nessa "prisão"... num país em que a liberdade vai empalidecendo... Reparaste, claro que sim, que o "meu" cravo já não se pinta de vermelho-cor dos sonhos... raia um rosa-desilusão...

Beijo abraçado à nossa condição de "libertadoras" de liberdades feitas palavras...


De jabeiteslp a 25 de Abril de 2009 às 18:26

"palavras que rebolam na areia sem medo
dos poços de água estagnada e do lixo acumulado..."

bonito
beijinho e bom fim de semana



De Paola a 25 de Abril de 2009 às 18:28
Simpático...

Bom fim de semana

Beijo


De jabeiteslp a 25 de Abril de 2009 às 18:35



beijinho


De Paola a 26 de Abril de 2009 às 14:37
Está bem!



De umbreveolhar a 25 de Abril de 2009 às 18:43
Olá minha boa amiga
Compreendo que exista alguma frustração a respeito das expectativas de Abril.
Porém, existe a liberdade de expressão que foi uma grande vitória de Abril.
No entanto, sabemos que em determinadas situações, até profissionais, existe um certo desencanto porque quem tutela determinados sectores da vida pública, ainda age como se a democracia não existisse.
Tenhámos esperança que o que está mal, mude para melhor.
Cumprientos do amigo
Carlos Alberto Borges


De Paola a 25 de Abril de 2009 às 18:51
É, ainda, o que nos move... a esperança. Não sei... já passaram 35 anos, tempo de sobra para se fazer melhor, e estamos como estamos... muitos mais vão ser precisos para nos "endireitarmos" em termos económicos e, como sabes, o resto vem por arrasto...

Bom fim de semana, amigo Carlos.


Comentar post

Se escrevo o que sinto é porque assim diminuo a febre de sentir. O que confesso não tem importância, pois nada tem importância. Faço paisagens com o que sinto. [Fernando Pessoa]
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape "Douce l'éternité qui coule des fontaines/ Au printemps quand le vent dissipe les brouillards/ Douce la porte ouverte à l'ombre du grand chêne/ Et douce son odeur dans la soie d'un foulard."

pontos recentes

Ontem [Como se fosse já]

Desacerto [desabafo de um...

A outra margem [restauro ...

Oportunidade

Palavras pequeninas [E cr...

O rio

Sardinheiras

No lado contrário

Gola de laço

A conversa das canções [a...

Convento de Jesus [no tem...

Água do rio

Pelo caminho [as cegonhas...

No tacho [da minha infân...

Memória

RSS

outros pontos

Admiro-me... só por olhar!

Locations of visitors to this page

Pesquisar neste blog

 

Abril 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


SAPO Blogs

últimos comentários

A "fonte" é dada a narrativas extraordinárias...
Pois é...
Sabes uma coisa "pequenina"? Continuas a escrever ...
Por vezes, é assim...
Escrita poética Gostei.
Pois, sabe bem ler as tuas palavras... saudade.
Que lindo!! Como sempre, uma escrita deliciosa...U...
Bela e feliz noite de Natal Bonita
Pena que um piropo teu...não seja um bom diaaqui ...