Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

ponto de admiração

ponto de admiração

25
Nov08

mentir

Paola
da Internet
 
 mentiras persistentes 
 
Era uma vez um menino muito mentiroso. Todos os dias dizia mentiras como se estivesse a falar verdade. Vomitava mentiras como quem desabrocha verdades. Dizia-se que tinha perdido o tino, coitado. Que tinha sido apossado por uma daquelas estúpidas doenças que roubam o juízo às pessoas. Sempre que mentia jurava que era verdade. E acreditava!
 
Certo dia, a caminho do emprego, avistou uma claridade assombrosa. Excessiva e refulgente. Ofendida e grandiosa. A excitação arrastou-a para o local. A ignorância do facto não lhe daria descanso. Foi ver.
 
Incrédulo e amedrontado, aproximou-se mansamente. A multidão empecilhava-lhe os olhos. Ouviu gritos histéricos. Clamores extravagantes. Alaridos excêntricos. Irreligiosidades arrogadas. Deus!! É Deus que veio cá abaixo. É Ele, eu conheço-O bem. Jurava-se em uníssono. E as mãos desenhavam o Sinal da Cruz num sacro ritual. Pai Nosso que estais no céu… E o rapaz não cuidava a razão d’ Ele estar ali. Chegaram-lhe ralhos e muitas admoestações. Deus estava arreliado. E ele não percebia se era por estar ali. Tu! A divindade apontou-lhe um dedo de reparos.
 
Deus avisou. Só mais uma mentira. Durante toda a vida. E acrescentou que o limite já fora ultrapassado. Que a tolerância acabara. Que lho quis dizer pessoalmente, porque não confiava nos emissários. E o menino chorou mentirosamente. No entanto, prometeu. Afiançou que não mais mentira. Intrujices nunca mais, nunca mais… Certo que não poderia cumprir.
 
E contou que tinha conversado com o Senhor… Mentiroso! Mentiroso! Mentiroso! Insultos e ultrajes de quem não sabia a verdade. Que enorme crise de desconfiança! Uma mentira! Nem mais uma, dissera-lhe Ele. Entrou em casa a pensar se  Deus saberia. Se mentir é o mesmo que não dizer a verdade. 
 
Conta-se que o menino não aprendeu a lição. Extraiu pouco do muito. Porém, vive imensamente feliz. Não se tem a certeza se será para sempre.
 

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Se escrevo o que sinto é porque assim diminuo a febre de sentir. O que confesso não tem importância, pois nada tem importância. Faço paisagens com o que sinto. [Fernando Pessoa]

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub