Quinta-feira, 26 de Fevereiro de 2009

pairar

ao longe há um rio

 

 

 

 

 

Daqui vejo um rio…  Imagino-o demorado e sinuoso. Atrapalhado na volúpia da foz. Vejo-o sossegado e domado. Só que não é o rio que alimenta o meu sangue.

 

O rio que não vislumbro daqui é mais azul. Oiço-lhe o cantar… saboreio-lhe o gosto de gostar. E deixo que ele me deslumbre… sinto-lhe o calor dos afectos a encharcar-me o corpo. As mãos ávidas de mim… e cedo aos seus queixumes.

 

As gaivotas do rio, que nem sei se existe, gritam desvarios em terra… e sempre que ouço uma gaivota a amaldiçoar o rio, pressinto que já não pairam gaivotas no rio que não vejo daqui…

 

O rio que não contemplo acontece. Bem ou mal, escorrendo pelos lençóis de fado deste leito ressequido… até ao dia em que lhe rasgarem as margens.

 

 

fotografia daqui

 


13 comentários:
De jabeiteslp a 26 de Fevereiro de 2009 às 23:35

o rio da nossa vida
mesmo seco ou altaneiro
sempre presente
sempre primeiro

como se fosse um verdadeiro...

beijinho da Covilhã
e um sonho feliz ao dormir...


De Paola a 27 de Fevereiro de 2009 às 20:34
O meu rio é verdadeiro... E mesmo que um dia o sequem, ele nunca secará... porque continuará a ser o que sempre foi, Rio. E quando o "matarem", eu ressuscitá-lo-ei...

Beijinhos


De jabeiteslp a 27 de Fevereiro de 2009 às 20:40


o melhor dos fins de semana
de preferencia feliz...

beijinho


De Paola a 27 de Fevereiro de 2009 às 20:43
Será... Para ti também.

Beijinhos


De GMV a 27 de Fevereiro de 2009 às 15:39
Um rio de palavras... onde gosto de me banhar! O teu! E saio sempre admirada, na mais profunda adoração pelo que escreves.

Beijos meus, muitos, e bom fds


De Paola a 27 de Fevereiro de 2009 às 20:38
Tu sabes, amiga, que o meu rio existe... e que corre no meu corpo.... que o trato por tu desde que nasci. E ele sempre me acariciou...

Beijo abraçado.

Grande fds


De Nilson Barcelli a 27 de Fevereiro de 2009 às 18:31
Sens o saber no olhar e na palavra.
Escreves bem, resumindo. E eu gosto do que escreves.
Bom fim de semana.
Beijo.


De Nilson Barcelli a 27 de Fevereiro de 2009 às 18:32
ERRATA:
Tens o saber no olhar...
Desculpa.


De Paola a 27 de Fevereiro de 2009 às 20:41
As tuas palavras, atiro-as para o meu rio... como fazia em menina com pedrinhas. Agora, tenho-as no meu coração. Obrigada.

Beijinhos


De Sónia Pessoa a 27 de Fevereiro de 2009 às 21:05
Eu sei que ando uma desnaturada nas visitas aos amigos!... passo para deixar um beijinho e lembrar que não te esqueço amiga...


De Paola a 27 de Fevereiro de 2009 às 21:08
Oi, linda! Desnaturada, mesmo!!!!! Hoje falei do teu livrinho numa aula... Exploração da capa... Deu debate giro!

Beijinhos


De Jorge Soares a 27 de Fevereiro de 2009 às 23:26
Daqui vejo o teu rio..... o rio azul da cidade das cores e o rio das tuas palavras que nos inunda com saber e calor.... calor do teu saber.

Bom fim de semana

Jorge
PS:Tenho ir descobrir onde está essa perspectiva... do nosso rio azul


De Paola a 27 de Fevereiro de 2009 às 23:40
Pois é, meu amigo, tu tens o meu rio... mas não tens - ninguém tem - o rio que corre na minha cabeça.Tem a espuma da minha infância... os afectos de pessoas que já se calaram...

Beijinhos

PS - Penso que é da Fortaleza, agora Pousada... lembro-me de ter esta perspectiva na última vez que lá estive... Experimenta e depois diz-me!


Comentar post

Se escrevo o que sinto é porque assim diminuo a febre de sentir. O que confesso não tem importância, pois nada tem importância. Faço paisagens com o que sinto. [Fernando Pessoa]

pontos recentes

Ontem [Como se fosse já]

Desacerto [desabafo de um...

A outra margem [restauro ...

Oportunidade

Palavras pequeninas [E cr...

O rio

Sardinheiras

No lado contrário

Gola de laço

A conversa das canções [a...

Convento de Jesus [no tem...

Água do rio

Pelo caminho [as cegonhas...

No tacho [da minha infân...

Memória

RSS

outros pontos

Admiro-me... só por olhar!

Pesquisar neste blog

 

Abril 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


SAPO Blogs

últimos comentários

A "fonte" é dada a narrativas extraordinárias...
Pois é...
Sabes uma coisa "pequenina"? Continuas a escrever ...
Por vezes, é assim...
Escrita poética Gostei.
Pois, sabe bem ler as tuas palavras... saudade.
Que lindo!! Como sempre, uma escrita deliciosa...U...
Bela e feliz noite de Natal Bonita
Pena que um piropo teu...não seja um bom diaaqui ...