Sábado, 21 de Março de 2009

vacilar

Na minha cidade, à entrada, do lado direito de quem desce, está assinalada a minha desorientação.
 
Desço com as mãos molhadas  por bolas de sabão-fantasia... Depois, subo e torno a descer. Desço. Sinto o meu tropeçar na beira da estrada por tantas curvas embriagado. Mas eu sei que nunca caio, apenas vacilo…  na indefensável leveza do meu ser.
 
 
 
[imagem da internet]
 
 

8 comentários:
De umbreveolhar a 21 de Março de 2009 às 20:54
Olá minha amiga,
Um pequeno texto que diz mesmo muito. Felicito-te por escreveres tão bem!
Cumprimentos,
Carlos Alberto


De Paola a 21 de Março de 2009 às 21:04
Ainda bem que passaste por aqui... e pelo mimo que deixaste. Sem vacilar! Obrigada, Carlos.

Um bom fim-de-semana.

Beijinhos


De GMV a 21 de Março de 2009 às 22:56
Paola, querida! Vacilar??? Eu, como sabes, caio... tantas vezes... sempre na esperança que estejas perto para me ajudar a levantar!

Beijo poético [só hoje, porque me apetece e posso]

[não consigo ver a foto, mas acredito que é linda :)]


De Paola a 21 de Março de 2009 às 23:06
Amiga, tantas quedas partilhadas... Eu estou mesmo junto a ti... tu é que não me vês! Às vezes...

Beijo abraçado, doce.

[Gosto muito da imagem... só que é lentinha...]


De GMV a 21 de Março de 2009 às 22:57
Esquece o final... já vi... é tal como te dizia!


De Paola a 21 de Março de 2009 às 23:06
Certo... linda!


De Alexandra a 23 de Março de 2009 às 22:42
Sempre belos os teus textos, Paola, sempre um prazer cá voltar!

Boa semana!

Beijinhos.


De Paola a 24 de Março de 2009 às 00:12
Alexandra, ainda bem que voltaste... Obrigada.

Boa semana, também, para ti.

Beijo.


Comentar post

Se escrevo o que sinto é porque assim diminuo a febre de sentir. O que confesso não tem importância, pois nada tem importância. Faço paisagens com o que sinto. [Fernando Pessoa]

pontos recentes

Ontem [Como se fosse já]

Desacerto [desabafo de um...

A outra margem [restauro ...

Oportunidade

Palavras pequeninas [E cr...

O rio

Sardinheiras

No lado contrário

Gola de laço

A conversa das canções [a...

Convento de Jesus [no tem...

Água do rio

Pelo caminho [as cegonhas...

No tacho [da minha infân...

Memória

RSS

outros pontos

Admiro-me... só por olhar!

Pesquisar neste blog

 

Abril 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


SAPO Blogs

últimos comentários

A "fonte" é dada a narrativas extraordinárias...
Pois é...
Sabes uma coisa "pequenina"? Continuas a escrever ...
Por vezes, é assim...
Escrita poética Gostei.
Pois, sabe bem ler as tuas palavras... saudade.
Que lindo!! Como sempre, uma escrita deliciosa...U...
Bela e feliz noite de Natal Bonita
Pena que um piropo teu...não seja um bom diaaqui ...