Sexta-feira, 17 de Abril de 2009

re-nascer

quando nasci não percebi o rio do meu nascer 

 

 

Em Abril __________ rasguei o ventre da minha mãe ___________ surgi nua de despudores ___________ para me saber no depois __________ aconchegada em lençóis de espuma que o rio bordou para mim __________ emergi de ternas tormentas __________________ amparou-me em mãos doces _________________ em Abril __________  ainda faltavam duas horas para o dia ser outro ___________ em Aprilis ilimitado no ressurgimento __________________ abri a boca a safras de admirações _____________ chorei alaridos de vida ____________ chegados ao outro lado da cidade ____________ nasci em Abril _________ quase ao pé do rio _________ não aconteceu nada no mundo quando eu nasci _________ tão-somente o sorriso dela desviou a Lua por estar a brilhar ______________ nasci em Abril __________ num luzente mês de carinhosas brisas espalhadas ____________________ sorria pelo Sul _____________ pelas papoilas escarlate _____________ com as azedas amarelas a baloiçar______________ hoje, não celebro o dia __________ antes a origem ____________ que naufragou antes do Inverno chegar_______________ porque navego por aqui _______ redemoinhando à tona da grandiosidade que me gerou __________ no seu rio ___________ em Abril.

 

 

[fotografia de Diego Sousa]

 

 

 


18 comentários:
De GMV a 17 de Abril de 2009 às 00:07
Nasceste em Abril, num dia como o de hoje, de nome dezassete... E ainda bem que sim! Adoro-te, L. Paula...

PARABÉNS

E beijos meus para todo o dia, de todos os dias, 17, 18,1 9,... enfim, para todos os do mês, de todos os meses


De Paola a 17 de Abril de 2009 às 00:12
Guardo os teus beijos num cantinho do meu coração... para, sempre que não te veja, tê-los sempre ao pé de mim...

Beijo abraçado.


De jabeiteslp a 17 de Abril de 2009 às 00:26
parabens Abril
que brotou flores
e entre elas uma que por mil
parabens...


beijinho grande


De Paola a 17 de Abril de 2009 às 00:30
Abril é mês de renascimento... E mesmo que as nuvens teimem em chover, ele não se deixa arrefecer...

Obrigada.
Beijo


De jabeiteslp a 17 de Abril de 2009 às 00:37

beijinho


De Paola a 17 de Abril de 2009 às 00:39
Fico com a flor...

Beijo de boa-noite


De Jorge Soares a 17 de Abril de 2009 às 08:34
Abril é o mês das flores... está tudo explicado.

Que faças muitas e que continuem a florir as primaveras e as apalvras.


Jorge


De Paola a 17 de Abril de 2009 às 16:29
... não tão linda quanto as que fotografaste no quintal...

Obrigada, amigo.

Beijinho


De Rosa Maria a 17 de Abril de 2009 às 20:15
PARABÉNS! JINHOS


De Paola a 17 de Abril de 2009 às 23:19
Minha amiga, que bom é teres vindo "à festa"... Faltava o teu humor... e nunca se sabe que cuidados são precisos... nestas coisas de "comes e bebes" há sempre exageros...

Obrigada

Beijinhos


De umbreveolhar a 17 de Abril de 2009 às 21:33
Olá minha boa amiga,
Tomei conhecimento pelo teu texto, de fino recorte literário, que hoje é o dia do teu aniversário.
Por isso, expresso aqui os meus sinceros parabéns e desejo-te as maiores felicidades na realização das tuas mais legítimas ambições.
Abençoada mãe que do seu ventre, surgiu uma filha tão talentosa para a escrita e além disso, também uma excelente pessoa e amiga do amigo.
Cumprimentos,
Carlos Alberto Borges


De Paola a 17 de Abril de 2009 às 23:17
Carlos, as tuas palavras souberam-me tão bem! Obrigada, meu amigo, pelo teu carinho. Por estares aí...

Beijinhos


De Manuela a 17 de Abril de 2009 às 21:39
Queria muito comentar, mas as tuas palavras esgotam as minhas porque tão sublimes!
Parabéns! Tão banal ,mas tão sincero!
Mil e um beijos.


De Paola a 17 de Abril de 2009 às 23:15
... e eu quero lá saber do "comentário", minha amiga. O sabor vem da tua presença... das tuas palavras cheias de mimos.

Beijo grande.



De Utopia das Palavras a 20 de Abril de 2009 às 11:39
Qual estrela cadente
caiu
tão perto
ou dentro
do rio?
E a maré
que rodopiou
em ondas mil
Por ter explodido
de amor
Abril!

Parabéns...mil!

Beijos, todos!


De Paola a 20 de Abril de 2009 às 16:47
Obrigada, minha doce amiga.

Beijo


De TiBéu ( Isa) a 27 de Julho de 2009 às 23:21
Image
Engraçado tenho um filhote que nasceu também em Abril, mas a dezasseis. És Carneiro de signo hum ....eu sou Capricorniana e gosto muito da minha maneira de ser.

 

Adorei o teu texto, escreves muito bem. ParabensImage



De Paola a 28 de Julho de 2009 às 11:33
Carneira, mesmo!!! Que é coisa ruim... Então, já sabes como é ser teimoso...

BImageeijinhos.


Comentar post

Se escrevo o que sinto é porque assim diminuo a febre de sentir. O que confesso não tem importância, pois nada tem importância. Faço paisagens com o que sinto. [Fernando Pessoa]

pontos recentes

Ontem [Como se fosse já]

Desacerto [desabafo de um...

A outra margem [restauro ...

Oportunidade

Palavras pequeninas [E cr...

O rio

Sardinheiras

No lado contrário

Gola de laço

A conversa das canções [a...

Convento de Jesus [no tem...

Água do rio

Pelo caminho [as cegonhas...

No tacho [da minha infân...

Memória

RSS

outros pontos

Admiro-me... só por olhar!

Pesquisar neste blog

 

Abril 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


SAPO Blogs

últimos comentários

A "fonte" é dada a narrativas extraordinárias...
Pois é...
Sabes uma coisa "pequenina"? Continuas a escrever ...
Por vezes, é assim...
Escrita poética Gostei.
Pois, sabe bem ler as tuas palavras... saudade.
Que lindo!! Como sempre, uma escrita deliciosa...U...
Bela e feliz noite de Natal Bonita
Pena que um piropo teu...não seja um bom diaaqui ...